Engenharia e Construção na Quarta Revolução Industrial

A Quarta Revolução Industrial (QRI) está se tornando cada vez mais presente na Engenharia e Construção. Sua tecnologia inovadora está transformando a forma como os projetos são criados, executados, monitorados e gerenciados. Neste artigo, vamos explorar como a QRI está afetando o setor de Engenharia e Construção e os impactos que isso pode ter no seu negócio.

Tecnologias, Adaptação e Tendências da Quarta Revolução Industrial na Construção

 Como funciona a 4ª Revolução Industrial? a Indústria 4.0

Um novo conceito desponta na indústria e propõe a inovação tecnológica como ferramenta de melhoria na gestão de recursos e aumento na lucratividade das empresas. Um dos maiores desafios para a evolução dos processos industriais é a combinação de processos de produção, demanda e lucratividade. A chamada 4ª Revolução Industrial vem para auxiliar toda a cadeia de produção, para desenvolver a criação estratégica e diminuir efetivamente impedimentos operacionais. 

Engenharia e Construção na Quarta Revolução Industrial
Engenharia e Construção na Quarta Revolução Industrial – Fonte/Reprodução: Original

Indústria 4.0 – A tecnologia mudou a sociedade. Além da facilidade de comunicação, atualmente há a velocidade da informação, a urgência de decisões e as ações estratégicas instantâneas. A 4ª Revolução Industrial propõe um sistema que usa a inteligência de dados, novas tecnologias e uma mudança estratégica da hierarquia de comando. O objetivo principal dessa última geração é incorporar tecnologias, disponibilizando-as em formatos diferentes a fim de suprir as novas necessidades das organizações industriais. 

CaracterísticasDescriçãoExemplo
TecnologiasTecnologias usadas na Quarta Revolução IndustrialInteligência Artificial, Realidade Aumentada e Virtual, Big Data, Robótica, Biotecnologia, Internet das Coisas e Impressão 3D
AdaptaçãoAdaptação das empresas de construçãoAtrair novos talentos, promover a integração e colaboração em toda a cadeia, adotar tecnologias avançadas em escala e maximizar o uso de dados e modelos digitais
TendênciasTendências que estão moldando o futuro do mercado de engenharia e construçãoConstruir em um mundo virtual; fábricas dominando o mundo; robôs verdes; tecnologias avançadas em escala; uso de dados e modelos digitais

A Transformação do Setor de Engenharia e Construção pela Quarta Revolução Industrial

A Quarta Revolução Industrial está transformando o mercado de engenharia e construção. Com avanços tecnológicos como Inteligência Artificial, Realidade Aumentada e Virtual, Big Data, Robótica, Biotecnologia, Internet das Coisas e Impressão 3D, o setor precisa se adaptar às novas tendências para não ficar para trás.

De acordo com um relatório da Quarta Revolução Industrial, a construção civil tem um índice de crescimento de produtividade dos piores globalmente. No entanto, isso está prestes a mudar: a construção civil deve sair da lanterna da corrida digital. Algumas tendências que estão moldando o futuro do mercado de engenharia e construção são a construção em um mundo virtual; fábricas dominando o mundo; robôs verdes; tecnologias avançadas em escala; uso de dados e modelos digitais.

Para as empresas de construção se adaptarem às transformações do mercado, é importante que elas atraiam novos talentos, promovam a integração e colaboração em toda a cadeia, adotem tecnologias avançadas em escala e maximizem o uso de dados e modelos digitais.

Quais são as principais tendências da quarta revolução industrial?

A 1ª Revolução Industrial aconteceu no século XVII com o surgimento das máquinas a vapor. Essa tecnologia proporcionava maior velocidade e exigia menor força humana, alterando completamente a produção de bens da humanidade.

A chamada linha de montagem criada por Henry Ford no século XX protagonizou a 2ª Revolução Industrial. Esse modelo ainda continua vigente em muitas companhias, utilizando um processo único e contínuo, cujo objetivo é apenas produzir mais no menor tempo possível. Esse marco histórico proporcionou a migração e a concentração de pessoas em áreas urbanas. 

3ª Revolução Industrial aconteceu em meados da década de 70 com a automatização da cadeia produtiva. Máquinas passaram a participar da produção, aumentando sua velocidade e quantidade. A robótica começou a se desenvolver tanto para participar dos processos industriais quanto para criar produtos tecnológicos cada vez mais sofisticados.

O termo 4ª Revolução Industrial, ou indústria 4.0, surgiu pela 1ª vez em 2011. Sua origem é um projeto alemão de estratégia de alta performance.

Engenharia e Construção na Quarta Revolução Industrial
Engenharia e Construção na Quarta Revolução Industrial – Fonte/Reprodução: Original

O que as empresas de construção precisam fazer para aderir a quarta revolução industrial?

Para se adaptar às transformações do mercado, as empresas de construção precisam atrair novos talentos, promover a integração e colaboração em toda a cadeia, adotar tecnologias avançadas em escala e maximizar o uso de dados e modelos digitais, e sair do marasmo da fixação das análises dos processos e assumir que quer as mudanças que chegam e estão dando certo, com resultados mais que positivos.

 

Deixe um comentário